A Transformação do Terno

Hoje vamos abordar a evolução por trás de um dos trajes mais icônicos e atemporais da história, que segue percorrendo os séculos até os dias de hoje - O terno.

O termo surgiu para designar o clássico conjunto de três peças (Paletó, colete e calças), utilizado pelos homens desde o século XIX. No entanto, foi apenas no início do século XX durante o período conhecido como Belle Époque que o traje começou a tomar uma forma mais próxima da que conhecemos hoje - Calças ajustadas, paletós com dois três botões sendo combinado com as gravatas, o colarinho engomado.


Por volta da década de 30, os ternos começaram a ser confeccionados a partir de tecidos nobres, em especial um chamado príncipe-de-gales. O ápice da época eram sem dúvidas os famosos alfaiates ingleses, considerados os melhores do mundo.


Posteriormente, o terno masculino foi sofrendo pequenas modificações, até perder seu espaço na década de 60, graças ao consagrado estilista Pierre Cardin, que tornou a moda da época mais jovem e democrática.


Atualmente, o terno continua sendo um traje fundamental no guarda-roupa de qualquer homem. Considerada peça-desejo, passou a ser utilizado com mais frequência em alguns ambientes de trabalho que exigem maior formalidade e em ocasiões comemorativas.



Gostou do post? Conta pra gente aqui em baixo o que você achou! Não deixe de nos acompanhar através do blog e do Instagram!


8 visualizações

CONTATO | SAC

klus@klus.com.br

Tel: (31) 9 8407-2907

REVENDA OFICIAL

Smr Comercio De Vestuario Ltda - CNPJ 18.740.803/0001-48
Klus.com.br
© 2020 by MdG

  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
  • Black Facebook Icon