A evolução da gravata

Hoje vamos tratar de um assunto bastante curioso: A evolução da gravata

A gravata, mais precisamente como nós a conhecemos hoje, surgiu na França. No entanto, há registros históricos de que os egípcios já utilizavam o que era chamado de ‘’Sangue de Ísis’’, uma espécie de amuleto que era amarrado ao redor do pescoço com um nó. Além disso, também há registros de que os romanos usavam o focale que tinha a função de aquecer a garganta.


Entretanto, a gravata como usamos hoje foi um feito francês inspirado nos croatas. Esses últimos, em seus uniformes militares, utilizavam um lenço que era colocado no pescoço e que tinha a finalidade de manter o uniforme alinhado. Assim, quando os croatas vão à França, por conta da Guerra dos 30 anos, chamam a atenção dos franceses devido ao lenço, surge o Cravate. A partir de então, surgem os chamados Stocks e o Ascot para finalmente evoluir para a gravata mais moderna.


Vale destacar também, que Jesse Langsdorf criou uma gravata usando três pedaços de tecidos e com corte em diagonal, que é o estilo mais usado atualmente. Vocês sabiam disso?

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo